AddThis Social Bookmark Button
Para assistir a outros Cafés Filosóficos realizados pelo CEFS, clique aqui.
Clique para entrar em contato conosco
  • leiamais

Leia também outros artigos

Os Filósofos pré-socráticos: filósofos da natureza
AddThis Social Bookmark Button

Os Filósofos pré-socráticos: filósofos da natureza

I – Introdução.

Até 600 a.C, aproximadamente, o homem grego utilizava a mitologia para explicar a natureza e fundamentar a própria organização sociopolítica grega. Os mitos mais antigos de que se têm registros remontam ao período Neolítico, isto é, aproximadamente 10.000 a.C.

Leia mais...
37. Nietzsche: transmutação do espírito, lidar com a história
AddThis Social Bookmark Button

Nietzsche:  transmutação do espírito, lidar com a história  

 

Tiago Pinto dos Santos

Estudante do 6º semestre de Filosofia - UNISANTOS

 

Nietzsche destaca-se na história do pensamento por ser um homem que grita sozinho e destoa no meio de uma multidão que canta em uníssono. Sua voz é estrondosa e provoca rupturas nas paredes que a cercam – as paredes da tradição. É o melhor dos mundos possíveis este no qual habitamos? É o movimento da história bom e perfeito como um deus, diante do qual nós deveríamos

Leia mais...
Espaço-Poesia 37
AddThis Social Bookmark Button

 

Espaço-Poesia

 

Título: A casa do Poeta

 

 Algum lugar, presente lugar, lugar do paraíso

Leia mais...
Coluna do Leitor: Cultura "inútil"
AddThis Social Bookmark Button

Coluna do Leitor

Cultura "inútil"

Apesar de não percebermos, nós vivemos em um mundo em que todas as informações são atualizadas em todos os instantes, além de circularem pelo mundo inteiro em velocidades impressionantes através dos meios de comunicação mais utilizados por pessoas de todas as idades,

Leia mais...
38. Nicolai Hartmann. a metafísica do conhecimento
AddThis Social Bookmark Button

Nicolai Hartmann. A metafísica do conhecimento

Luiz Meirelles

Mestre em Filosofia PUCSP

Bel. em Direito Unisantos

Lic em Filosofia Unisantos

Lic em Letras Unisantos

Nicolai Hartmann nasceu em Riga, na Letônia, em 1882, e morreu em Gottingen, na Alemanha, em 1950.

Seus estudos começaram em Marburgo, onde chegou ao doutoramento e a partir de 1922 foi contratado como docente da universidade de mesmo nome. Em 1925, deixou aquela universidade, sucedido por Heidegger, e foi lecionar em Colonia, onde ficou até 1931, quando se mudou para Berlim, também convidado a lecionar na universidade. Somente em 1945 retirou-se de Berlim para Gottingen, onde permaneceu até sua morte, em 1950.

Leia mais...